AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

infraestrutura

Os países do Mercosul contam com recursos de um fundo específico para promover projetos de infraestrutura, competitividade empresarial e desenvolvimento econômico e social. O embaixador Regis Percy Arslanian, representante do Brasil junto ao Bloco e à Associação Latino Americana de Integração (Aladi), abordou o tema na quarta-feira, durante reunião do Conselho de Infraestrutura da FIERGS. No encontro, o coordenador do Grupo Temático de Energia da entidade, Carlos Faria, destacou que o Rio Grande do Sul tem um papel estratégico na integração e pode se beneficiar com a iniciativa.

Medidas para evitar a falta de energia elétrica com o crescimento econômico do Rio Grande do Sul foram levadas, na quarta-feira, ao ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, em Brasília. O coordenador do grupo Temático de Energia da FIERGS, Carlos Faria, participou do encontro juntamente com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Daniel Andrade, e o presidente da CEEE e do Copergs, Sérgio Camps de Morais.

Pelo menos até 2014, não existe risco de desabastecimento de energia elétrica no Estado. A garantia foi dada, na terça-feira, na FIERGS, pelo gerente executivo do Núcleo Sul do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Manoel Botelho. Ele participou da reunião do Grupo Temático de Energia do Conselho de Infraestrutura (Coinfra) da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul.

O governo federal reconhece a importância de encontrar alternativas mais eficientes e econômicas de transporte, incrementando o intercâmbio comercial e permitindo o acesso livre de empresas brasileiras e uruguaias aos mercados dos dois países. Dentro deste contexto, o Rio Grande do Sul se insere como Estado fundamental, por conta de ligações hidroviárias a serem melhor exploradas nos rios Jacuí e Taquari, além das lagoas dos Patos e Mirim.

O exemplo da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) foi apresentado a dezenas de empresários, engenheiros e servidores da Companhia Rio Grandense de Saneamento (Corsan), na quarta-feira (16), na sede da FIERGS. O Seminário Técnico sobre Saneamento mostrou como a empresa mineira tornou-se um exemplo de gestão no Brasil, com cerca de 600 concessões, sem perda há mais de 15 anos, num Estado que tem em torno de 80% do esgoto tratado, enquanto o Rio Grande do Sul tem apenas 30% .