AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

negócios

A cadeia produtiva de aves, suínos e leite se reúne até esta quinta-feira (24), no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre, durante o 5º Congresso e Feira Brasil Sul de Avicultura, Suinocultura e Laticínios – Feira de Equipamentos, Serviços e Inovação (Avisulat). Na abertura oficial, realizada na noite desta terça-feira, o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, observou que a Avisulat poderia servir de modelo para os governantes do País.
O seminário Oportunidades de Negócios e Internacionalização – Colômbia reuniu, nesta quinta-feira, na FIERGS, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e o Escritório Comercial da ProColombia em São Paulo. A empresas gaúchas, representantes dos dois países mostraram como iniciar, aumentar ou abrir operação própria naquele país.
Tornar-se fornecedor da Embraer, terceira maior fabricante de jatos comerciais do mundo, que atende a 90 companhias aéreas de 61 países, é uma grande oportunidade. Representantes da empresa estiveram na FIERGS para conhecer de perto potenciais indústrias para subcontratação no Rio Grande do Sul. Hoje, a fabricante de aeronaves conta com 69 fornecedoras, sendo apenas quatro na região Sul.
 
O Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS) promoveu nesta terça e quarta-feira dois workshops,TeleScopio e METAmorfose, no Hotel Intercity, em Porto Alegre. O primeiro buscou proporcionar a construção de uma visão própria do futuro da empresa, apoiando orientações dos desafios de longo prazo. O curso identificou e analisou as tendências com maior impacto; projetou cenários futuros e analisou-os, observando ameaças e oportunidades.
 
Exportar?, uma Questão de Atitude e Planejamento foi o tema da palestra realizada nesta sexta-feira, na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). O especialista em Relações e Negócios Internacionais Luiz Roberto Oliveira explicou a empresários do setor têxtil e do vestuário, que ainda não iniciaram processos de internacionalização ou o fizeram recentemente, como alcançar o mercado externo e se manter competitivos.
 
O Seminário de Crédito, realizado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Sul (Sebrae/RS), chega ao Sul do Estado. Camaquã, no dia 6, na sede da Associação Comercial e Industrial; e Pelotas, no dia 7 de abril, no Parque do Sesi, ambas a partir das 18h30min, receberão o evento.
 
O objetivo é oferecer opções das principais linhas de crédito disponíveis no mercado para micro e pequenas empresas.
 
A mudança deve ser a cultura e não a estratégia. A frase da diretora da Hyper Island para a América Latina, Nathalie Trutmann, sintetiza o workshop Insights para uma Visão de Futuro, realizado na tarde desta quarta-feira, promovido pelo IEL-RS, na sede da FIERGS. A empresa mapeia, identifica e define, por meio de parcerias com indústria do mundo todo, quais as tendências globais do mundo dos negócios,  e analisa como impactar os modelos de negócios, qual a necessidade de capacitação e comportamento.
Mais de 250 pessoas participaram, nesta terça-feira (15), na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, da primeira das 17 etapas do Seminário de Crédito programadas para o primeiro semestre. Durante esses eventos, o objetivo é apresentar a representantes de micro, pequenas e médias empresas as novidades do mercado de financiamento, além de rodadas de negócios com as sete instituições financeiras apoiadoras: BNDES, BRDE, Banco do Brasil, Sicredi, Banrisul, Bradesco e Caixa Econômica Federal. “Crédito é um problema sério no País.
 
Meio ambiente, agricultura, energias renováveis, inovação e tecnologia estão entre os setores com oportunidades de negócios e parcerias entre o Canadá e o Rio Grande do Sul. A informação foi trazida durante o encontro entre o presidente da FIERGS, Heitor José Müller, e o embaixador do Canadá no Brasil, Rick Savone, na sede da Federação, nesta quarta-feira (2). Outro destaque são as tecnologias de captação de carbono desenvolvidas no país, que podem ser aplicadas na geração de energia a partir de carvão mineral.