AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Tesouro Nacional

O aporte de R$ 13,35 bilhões do Tesouro Nacional em 2016 para bancar as empresas estatais dependentes provocou reação dos industriais gaúchos. O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, considera inadmissível que as empresas recorram ao Tesouro Nacional para se sustentar. “Se as estatais não têm receitas próprias para bancar suas atividades devem fechar”, afirma. 

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, alerta que empresas e empregos estão sob ameaça caso o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tenha que devolver antecipadamente, em 2018, R$ 130 bilhões da dívida com o Tesouro Nacional. O pedido para o ressarcimento deste valor no próximo ano, e de R$ 50 bilhões em 2017, foi formalizado pelo Ministério da Fazenda. “Apoiamos o ajuste fiscal e sabemos que o controle das finanças públicas é o único caminho possível para que a economia se desenvolva com sustentabilidade.