A Economia Circular pode ser entendida como um modelo facilitador para o melhor uso dos recursos naturais com vistas ao desenvolvimento econômico. Ela impulsiona a fabricação otimizada de produtos, priorizando insumos recicláveis e renováveis, gera oportunidades de negócios e uma menor dependência de matéria-prima virgem, além de desenvolver novos mercados. O evento Circulando: a relação Indústria e Economia Circular, realizado pelo Conselho de Meio Ambiente da FIERGS (Codema), em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi – IEL/RS, traz o debate sobre o conceito, a prática nas indústrias e as perspectivas do setor.

 

 

O evento será realizado no dia 7 de outubro de 2021, das 10h às 12h, durante a Mercopar, com transmissão ao vivo.

Circulando: A relação Indústria e Economia Circular

  •  A visão da Indústria sobre a Economia Circular
  •  Economia Circular na Prática – Cases 
  •  Promovendo a Economia Circular: Colaboração e sinergia entre os atores

O evento pretende difundir os princípios de circularidade e o desenvolvimento de novos mercados e cadeias produtivas para a indústria do futuro, bem como possibilitar o debate acerca das oportunidades e desafios para a implementação da Economia Circular. O público-alvo deste evento são empresários, técnicos das indústrias, consultores, universidades e demais participantes da Mercopar. 

ECONOMIA CIRCULAR

O conceito de Economia Circular surge como contraponto à linear. Sua implementação busca a redução de custos e de perdas na produção e o desenvolvimento de novos elos na cadeia produtiva, como, por exemplo, o fomento do mercado de troca de resíduos, que passa a ser uma nova fonte de geração de receita.

O entendimento acerca da amplitude da Economia Circular ainda não é pleno. Muitas dúvidas permeiam o tema. A indústria já vem colocando alguns princípios em prática, mas ainda não há uma ampla divulgação e difusão das ações, um ponto que precisa ser reparado e incentivado. Uma pesquisa feita pela CNI em 2019 apontou que 76,5% das indústrias desenvolvem alguma iniciativa de Economia Circular, mesmo desconhecendo que as ações pertencem ao conceito. Entre as ações levantadas na pesquisa, encontram-se a otimização de processos (56,5%), o uso de insumos circulares (37,1%) e a recuperação de recursos (24,1%).

Foi possível notar, também, que mais de 88% dos entrevistados avaliaram a Economia Circular como importante ou muito importante para a indústria brasileira, revelando a pertinência em pautar o assunto.

O momento de falarmos sobre Economia Circular chegou!

Painel 1 - A visão da Indústria sobre Economia Circular

 

Gerson Haas – Presidente SIMPLAS/RS
Formado em Química industrial, Direito, Gestão de executivos (Costa Rica) e Negociação e influência, iniciou carreira profissional atuando como Gerente de produção de curtume, atualmente é Diretor Proprietário Industrial e institucionalmente é Presidente Simplas/RS, Diretor FIERGS e Diretor ABIPLAST.

 

Sérgio Monforte – Especialista em Sustentabilidade da CNI. 
Mestre em Liderança Estratégica para Sustentabilidade, pela Universidade de Blekinge / Suécia. Pós-Graduado em Dinâmica dos Grupos, pela Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos e Bacharel em Administração de Empresas, pela Universidade de Brasília. Experiência de trabalho com os principais temas relacionados ao desenvolvimento sustentável, como: responsabilidade social corporativa, comércio justo, relatório de sustentabilidade, produção e consumo sustentáveis, compras públicas sustentáveis, economia circular e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Atualmente representa o setor industrial brasileiro nas áreas de meio ambiente e sustentabilidade em conselhos temáticos, participa do processo de elaboração na norma internacional sobre Economia Circular e coordena a Rede de Economia Circular da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 

Painel 2 - A Economia Circular na Prática

 

Mediador: Guilherme Guila Sebben
Empresário e Bacharel em Direito pela UCS em 2002, Guilherme Guila Sebben atua, na cidade de Caxias do Sul/RS, como membro Diretor de Meio Ambiente da CIC, Câmara da Indústria e Comércio, e conselheiro do CONDEMA, Conselho de Defesa de Meio Ambiente. Também conselheiro do CODEMA/FIERGS, Guilherme é hoje CEO da Biosys Ambiental e fundador do spin-off INOVABIO - Ecossistema de Inovação, contribuindo ativamente com o gerenciamento ambientalmente correto dos resíduos industriais no RS.

 

Case 1 – Abordagem holandesa para a implementação da ESG e sustentabilidade empresarial no setor industrial brasileiro.

Ties de Leijer 
Empreendedor e desenvolvedor de negócios especializado em ESG e sustentabilidade. Bacharel em Geografia Humana pela Universidade de Amsterdam (Países Baixos) e Mestrado pela Universidade de Radboud em Nijmegen (Países Baixos) em Estudos do Meio Ambiente e Sociedade. Experiência em sustentabilidade empresarial em países na Ásia, África, Europa e atualmente residindo e trabalhando no Brasil.

 

Case 2 – Estratégia de economia circular da Enel Brasil

Ricardo Bomfim 
Graduado em Ciência Sociais pela UFRJ e Mestre em Engenharia Urbana e Ambiental pela PUC-RJ. Possui especialização em Gestão de Negócios pelo IBMEC-RJ. Desde 2009, integra o Grupo Enel no Brasil, onde atuou em diferentes processos, com o foco em revisões comerciais, na metodologia de criação de valor compartilhado e diálogo com as linhas de negócio. Atualmente, é Responsável por Economia Circular.

 

Case 3 – Circularidade das Embalagens da Braskem 

Cristiane Rossi
Mestre em Engenharia Química pela Escola Politécnica da USP e atualmente lidera a área de Projetos e Processos de Economia Circular na Braskem. Graduada em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), possui 22 anos de experiência nas áreas de Engenharia de Projetos e Processos e nos últimos quatro anos vem atuando na área de Economia Circular.

 

Painel 3 - Promovendo a Economia Circular - Colaboração e Sinergia entre os atores

 

Newton Battastini (PRESENCIAL) - Coordenador CODEMA
Graduado em Química, Possui MBA em Gestão em Saúde, Especialização em Propaganda e Marketing, Formado Conselheiro de Administração (Fundação Dom Cabral). Diretor Presidente do Grupo TECPON, Diretor FIERGS, Conselheiro SESI/RS, Conselheiro do Conselho Federal de Química, Conselheiro FAPERGS. Coordenador do Conselho de Meio Ambiente da FIERGS. 

 

Guilherme de Souza – Secretário Adjunto do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS
Graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS (2007), também possui Mestrado (2010) e doutorado (2014) em Engenharia Química pela mesma instituição. Entre 2012 e 2013 fez estágio de pesquisa na Université Lille I - Sciences et Technologies. Além de especialista em Gestão Empresarial pela - PUC-RS (2017), tem formação complementar em gestão de resíduos sólidos urbanos e política e economia internacional de energia. Atuou ainda como pesquisador na CIENTEC (2013-2017), coordenando projetos de pesquisa, laboratório e gerência do Departamento de Engenharia de Processos. Coordenou a assessoria técnica da Secretaria de Minas e Energia do RS em 2017 e 2018, e a assessoria técnica da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura entre 2019 e 2021.

 

Ghissia Hauser – Vice Coordenadora Pós Graduação em Economia Circular – UFRGS
Pesquisadora, doutora e professora nos temas de Ecossistemas de Inovação e Economia Circular. Com histórico de aporte na administração pública, foi Secretária Adjunta de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio Grande do Sul, Gerente do Programa Porto Alegre Tecnópole e Diretora Técnica da CEITEC.
Diplomada em Arquitetura e Urbanismo (UFRGS), Mestre em Planejamento Regional (Université de Paris 1) e Doutora em Educação em Ciências (UFRGS), atualmente é pós-doutoranda em Engenharia de Produção (UFRGS), professora convidada da Université de Nantes - França, professora da Especialização em Economia Circular e Inovação (UFRGS) e coordenadora do eixo de Ecossistemas de Inovação da Hélice Consultoria (UFRGS).

 

Richard Posma – Diretor NBSO 
Representante Chefe / Diretor do Escritório de Apoio a Negócios dos Países Baixos para o Sul do Brasil (NBSO) em Porto Alegre, e Adido Sênior da Embaixada dos Países Baixos no Brasil. Ex-consultor de estratégia de negócios, empresário, investidor, coach para clientes internacionais na Europa, Américas, Oriente Médio, África e Ásia. Bacharel em Gestão de Recursos Humanos pela Rotterdam University (Rotterdam, Países Baixos), MBA em Gestão de Negócios Internacionais pela European University (Montreux, Suíça) e participante do programa de certificação de Investimento SDG como parte do Programa de Mestrado Executivo em Estratégia e Liderança pelo The Graduate Institute (Genebra, Suíça).

Serviço:
Quando: 7 de outubro de 2021
Horário: das 10h às 12h
Onde: 30ª Mercopar - com transmissão on-line ao vivo

INSCRIÇÕES:

Para saber mais:

Cobertura jornalística:

Leia:

Economia circular será tema de evento da Mercopar 2021 (27/9/2021)

Evento
circulando
economia circular
indústria
economia