Você está aqui

Em março de 1944, há exatos 80 anos, iniciavam as atividades do Sindicato das Indústrias de Olaria e de Cerâmica para Construção do RS (Sindicer-RS). A entidade, que tem em sua história o pitoresco fato de realizar algumas de suas reuniões dentro de uma Kombi, em São Leopoldo, entre os anos 60 e 70, hoje, tem sua sede dentro da FIERGS e congrega cerca de 340 indústrias em sua base territorial e conta com 57 cerâmicas associadas. 

Ao longo deste período, foram muitas as conquistas para o setor por conta do associativismo promovido pela  entidade, que reforça a importância da união e da organização das indústrias do setor em prol de interesses comuns. 

“Alguns momentos marcantes foram nossa atuação na formulação de políticas públicas que impactam diretamente a indústria cerâmica gaúcha, como em 2005, a isenção de ICMS sobre os produtos cerâmicos, vitória na ação contra o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul (Crea-RS) desobrigando que atividades industriais tenham um responsável técnico credenciado, e que serviu de referência para sindicatos do setor de todo o país. Em resumo, nossa história é marcada por momentos de união, conquistas e contribuições para o fortalecimento e crescimento do setor no nosso Estado", destaca o presidente Argileu de Souza Barboza.  

Além disso, para Barboza, as negociações coletivas ao longo dos anos resultaram em importantes conquistas para as empresas, incluindo acordos salariais justos. A participação ativa em fóruns e entidades setoriais também foi fundamental para defender os interesses das indústrias e promover o desenvolvimento do setor. 

Outro acontecimento marcante foi o 44º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha, que trouxe a Porto Alegre, em 2015, depois de 18 anos, representantes do segmento de todo o País. Realizado na sede da FIERGS, o evento contou com a participação de 1.700 representantes do setor ceramista de todos os Estados brasileiros. No desenvolvimento do setor, um dos destaques foi o projeto “Ceramista Empreendedor Gaúcho”, elaborado em parceria com o Sebrae-RS, que virou case de sucesso, além do Projeto Procompi, no qual foi possível a realização da primeira missão técnica internacional, para Portugal, com o apoio da FIERGS.
 

Próximos 80 anos

Para o presidente Argileu, os próximos anos serão de planejamento para fortalecer ainda mais o Sindicer-RS, com foco em diversas frentes estratégicas. “Uma das nossas principais metas é estimular a inovação e a capacitação das empresas associadas. Pretendemos desenvolver iniciativas que promovam a adoção de tecnologias avançadas, aprimorem os processos produtivos e impulsionem a competitividade das indústrias”, justifica. “Estamos comprometidos em consolidar o Sindicato como um agente de transformação e desenvolvimento do setor cerâmico, promovendo o crescimento sustentável das empresas associadas e contribuindo para o fortalecimento da economia regional”, completa.
    
Se o presidente pudesse deixar um recado para seus colegas de setor seria: 
 

“O associativismo nos permite fortalecer nossas vozes perante as autoridades governamentais e órgãos reguladores, possibilitando a defesa de nossos interesses e a promoção de políticas públicas mais favoráveis ao desenvolvimento das nossas empresas. Além disso, ao compartilharmos conhecimentos, experiências e recursos, podemos aumentar nossa eficiência operacional, reduzir custos e melhorar a qualidade dos nossos produtos. Ao trabalharmos juntos em prol do associativismo, estamos investindo no futuro de nossas indústrias, criando oportunidades de inovação, capacitação profissional e expansão de mercados. O engajamento ativo no sindicato, contribui para uma comunidade empresarial mais forte, unida e próspera”, finaliza. 

segunda-feira, 25 de Março de 2024 - 13h13

Deixe um Comentário

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
4 + 9 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.